book-beer1

Sou Cristão e bebo, mas o pecado pode estar no primeiro gole.

As pessoas sempre questionam nossa página acerca do que consideramos sobre os que já sofreram com o alcoolismo, ou pessoas que estão iniciando-se na fé, devido ao fato de sermos cristãos e tomarmos cerveja, vinho e etc.

Nós nunca incentivamos, nem incentivaremos quaisquer tipos de exageros, em nenhuma área da vida, seja no beber ou no comer, sempre pregaremos o autocontrole em relação a tudo que se faça, pois essa é uma das mensagens do evangelho. Infelizmente as pessoas não entenderam que o grande problema que a Bíblia traz, não é a bebida em si, e sim o exagero em relação a ela, como a glutonaria, o sexo deliberado e etc. A Bíblia sempre faz a condenação daquilo que é escandaloso ou exagerado, claro, em determinados pontos de vista.

O pecado está na embriaguez, e não no consumo moderado, se o consumo moderado de bebidas alcoólicas for pecado, então Jesus é o primeiro que eu posso apontar pecados, pois Seu primeiro pecado foi transformar água em vinho alcoólico, vinho novo, em Mateus 11. Ele é apresentado como alguém beberrão e que compartilhava sua mesa com publicanos e pecadores, na santa ceia novamente Ele oferece vinho, na Sua última ceia, seria Jesus um louco por beber e dar vinho a quem o seguia?

Ah, e quem questionar se era vinho alcoólico ou não, é só lembrar que na época de Cristo tudo era fermentado para durar mais tempo, é utilizada a palavra em grego “oinos” (Citada 34 vezes na bíblia) que era o vinho novo, ou bebida forte, na época de Cristo e antes d’Ele as pessoas se embriagavam, pois, caso não se embriagassem a bíblia não traria avisos sobre esse pecado e por último, na época de Cristo não existia nem centrifuga, nem máquina de Tetra Park, então nem venha com esse “mimimi”.

 

mh_interna_destaque_alcoolatra

Conselho aos ex-alcoólatras: A condição de estar viciado é, infelizmente, um sentimento péssimo e prejudicial a nossa vida social e familiar, mas que bom que você venceu isso! E foi puramente com a ajuda de Cristo? Se sim maravilha, agora, se você é uma nova criatura terá de abster-se ou praticar o fruto do Espírito que é o autocontrole e a mansidão. Deus é poderoso para restaurar as nossas almas, anteriormente a Cristo estávamos mortos em nossos delitos e pecados, entretanto agora, vivos devemos manifestar a todos a nossa diferença, a Bíblia dá dois extremos lógicos, ou beber com moderação ou abster-se, pois se a pessoa vai beber para se embriagar o pecado está no primeiro gole, portanto sejam ponderados, sejam pacientes consigo mesmos e fortes para mostrar aos outros tudo que o Espírito Santo está fazendo e ministrando a sua vida, deixando claro o domínio, e a cura de um vício. Agora, se você realmente não cairá em pecado, um copo ou dois não fará diferença, mas sempre ore a Deus para justamente não cair em tentação.

jovem-homem-preocupado-dúvida-confuso

Aos novos na fé: Infelizmente a igreja e a sociedade, como um todo, incutiu em nossa mente que beber é pecado, como também ouvir músicas não gospel e etc. A Igreja, de modo geral, tem, o que eu chamo de “mania de legalismo”, que é condenar tudo que ela não pode controlar, nossos desejos, vontades e pensamentos. Se a Bíblia não condenar, a igreja vai lá e legisla contra, e diz arduamente que tal conduta é pecaminosa, mesmo sem base Bíblica. Quer um exemplo? A igreja Assembleia de Deus “missão”, a original de Belém e suas ramificações condena até hoje o uso de calças pelas mulheres, e o uso de roupas que não cubram os ombros, até os anos 90 essa mesma igreja condenava a depilação.

Ou seja, nem tudo que as pessoas nos proíbem está proibido também na Bíblia, Paulo manda não sermos meninos na fé e nem sairmos por aí nos desviando caminhando em fábulas, ou nos deixando levar pelas atitudes de outrem. Como Cristãos devemos ser ponderados e entendermos os posicionamentos uns dos outros, isso é Cristianismo. Condene sempre o pecado, alerte sobre a embriaguez glutonaria e etc. No entanto, contra a moderação, nem preciso dizer nada né? Portanto, a bíblia não condena a bebida moderada, então saiba entender as atitudes analisar tudo, pois da mesma maneira que um beberrão ou um glutão pode ser a pedra de tropeço em sua vida, alguém que bebe moderadamente pode te encarar como uma pedra de tropeço.

colhendo-uva

Aos que bebem moderadamente: Devemos observar as nossas atitudes e pregar o evangelho de modo correto, justamente para não extrapolar os limites de nossa liberdade como um todo, é necessário que, nós que já conhecemos as escrituras, sejamos pregações vivas, pois o melhor sermão é o exemplo.

Hoje a igreja vive uma fase onde o escândalo não existe, existe o “sustinho gospel”, existe a inveja de ter a liberdade para certas condutas, o que eu alerto é que para que a sua vida não seja uma pedra de tropeço aos novos na fé,  e nem uma fonte de queda para os que um dia exageraram na bebida, se somos servos de Cristo convictos temos que saber ponderar tudo e sempre estar dispostos a explicar a todos que questionarem os porquês de nossas atitudes, pelo contrário, nos assemelharemos aos hipócritas farisaicos que condenam até pelo que não sabem que a Bíblia não proíbe.

Autor – Paulo Ricardo Lima – Pregador, palestrante DESMOTIVACIONAL, teólogo de boteco.