Lutero descobre a Bíblia

Reforma500 – A História da Reforma Protestante – Cap. 8 – O Papel da Bíblia na Reforma

As Bíblias de Lutero e de Wycliff foram dois pontos importantes na pré-reforma e na reforma e no decorrer dela. Lutero fomentou a ideia de que tudo era pelas escrituras e somente elas poderiam libertar o homem cativo das ideias do vaticano e seus enganos. Wycliff e Lutero traduziram a Bíblia, pela primeira vez, para línguas de países importantes como Alemanha e Inglaterra, antes de Lutero dezessete traduções já haviam sido feitas, porém nenhumas dessas 17 traduções foram tão completas quanto às de Lutero e Wycliff.

Lutero vocês já conhecem, vou apresentar-lhes John Wycliff o mais importante pré-reformador.

John Wycliff (1328-1384) – Foi professor de teologia em Oxford, é considerado o precursor da reforma, trabalhou na primeira tentativa de tradução da Bíblia para o inglês, ele foi um confrontador aos católicos, em suas aulas ensinava questionamentos à igreja católica e sempre dava em ênfase que o Reino Unido deveria sair do catolicismo, Wycliff foi, por algumas vezes, intimado pelos bispos católicos à Inglaterra, e por fazer duros ataques ao Papa e a igreja, ele causou irritação no clero, sendo que durante isso acontecia à guerra dos cem anos entre França e Inglaterra. Wycliff deixou como legado questionamentos à igreja católica e mostrou como o ensino da verdade incomodava os grandes, esse foi um dos pontos iniciais da reforma.

Resultado de imagem para bíblia de wycliffe

A Bíblia de Wycliff é uma parte importante da reforma, não só por ter sido pioneira, mas por ser a primeira tradução pra uma língua de um grande país, o Reino Unido em toda sua história foi responsável por boa parte do cristianismo moderno, principalmente pela fidelidade na tradução das escrituras.  Como eu disse antes, a igreja católica, que em grande maioria usava o latim em suas traduções, que não era um idioma difundido porque cada país falava uma língua diferente e em diferentes dialetos. Sabemos que todas as línguas que usam o “Alfabeto Latino” de A a Z são originais de Roma, porém com o tempo essa língua foi ganhando a característica de cada país, O latim romano, na Alemanha, virou o “Germano”, na França virou francês, só pra você ter noção, até  na Itália, o latim virou o Italiano, e dai veio, a língua catalã, espanhol, inglês, português, e por aí vai, essas línguas são chamadas de “Indo-europeias”.

O latim é a “mãe” das línguas, porém com a formação de novos idiomas a partir do latim, o próprio latim se tornou uma língua PRATICAMENTE morta, e adivinha quem era que só usava o latim? A Igreja Católica. Já com o oportunismo que: Se nem todo mundo fala uma língua, a gente concentra tudo que a gente faz em uma língua e só os nossos entenderão. Sacou? Qual era a ideia? Com isso, o que a igreja falava era lei, regra e era santo e não deveria ser questionado, pois ela tinha o conhecimento e as pessoas não, até porque no séc. XVI só quem tinha escolaridade mínima eram os nobres e adivinha quem mais? O Clero. E pelo Catolicismo até hoje estaríamos assim, porque a tradição católica vem antes que qualquer outro preceito. Imagina aí? VALEU LUTERO! VALEU WYCLIFF!

Resultado de imagem para bíblia de lutero

Isso é algo tão latente a ser falado que até Wycliff foi chamado de herege por traduzir a Bíblia em inglês, é mole? Veja: “Você diz que é uma heresia falar das Sagradas Escrituras em inglês. Você me chama de herege porque eu traduzo a Bíblia para a língua comum do povo. Você sabe contra quem você está blasfemando? Não foi o Espírito Santo que deu a Palavra de Deus em primeiro lugar na língua materna dos países para o qual ela foi dirigida?” (Fountain, John Wycliffe, pp. 45-47).

Nesse site você conhece toda a história das traduções da bíblia: http://www.wycliffe.net/BTT-PT.html

Lutero teve uma importância maior na questão de termos uma Bíblia PROTESTANTE, a Bíblia evangélica atual tem 66 livros, e tudo na vida tem um motivo. A Bíblia católica tem 73 livros, 7 a mais que a Bíblia protestante, são os livros de Judite, I e II Macabeus, Tobias, Sabedoria, ECLESIÁSTICO (não confunda com Eclesiastes), e Baruc.

Você tem que entender algumas coisas sobre: O cânon Judaico, cânon católico e cânon protestante.

Esses livros são chamados de ‘Deuterocanônicos’, esses livros foram excluídos do cânon de livros judaicos, livros esses que a gente conhece como Velho Testamento. Os católicos confirmaram a presença de 7 dos 14 livros em seu cânon, principalmente no concílio de Trento, aquele lá que durou 20 anos e que serviu só pra reafirmar o que a igreja queria. A igreja católica não teve a “humildade” de pensar que seu cânon pudesse conter erros. Se os próprios judeus, que foram os escritores do VT por qual motivo a gente iria adquiri-los? Não há sentido nenhum. Sendo que na formação do cânon, lá em Constantino no Séc. III, até o Séc. IV, os caras ainda estavam separando e decidindo quais livros iriam ser colocados no NT e simplesmente separaram os que temos hoje; os evangelhos, as cartas dos apóstolos e alguns evangelhos chamados de ‘apócrifos’ foram excluídos do cânon da Bíblia. Ou seja, dois pesos e duas medidas? Vou lhes mostrar o porquê de excluir uns e confirmar a presença de outros.

 

Por exemplo, “Eclesiástico 12:4-7”, dê ao homem piedoso e não ajude a um pecador. Faça bem com aquele que é humilde, mas não dê aos ímpios; segure o seu pão e não dê isso a ele… Dê o bem e não ajude o pecador.

Compare com isso: Dê a todos que lhe pedem. E daquele que tira os seus bens não os recompõe “(Lucas 6: 27,30). “Se o seu inimigo está com fome, alimente-o; se tiver sede, dê-lhe uma bebida; “(Romanos 12:20, Provérbios 25:21)”.

(Extraído de: https://forums.catholic.com/t/supposed-errors-of-the-deuterocanon-books/97619)

E isso é só um erro de uma série de outros erros, Lutero observando isso inaugurou um dos princípios do estudo da Bíblia, que é a INÊRRANCIA da palavra. Ela não pode se contradizer e nem muito menos pregar “antíteses”, ou seja, em uma parte está uma ideia X e logo depois ela refuta com Y, isso gera um conflito dentro da própria Bíblia, fora que, os ideais do livro de Eclesiástico são ideais do PAGANISMO, não ajudar o próximo então está longe de ser cristão ou judaico, não se engane os judeus também ajudavam aos necessitados, o dízimo é um exemplo disso, ele era destinado aos pobres, órfãos e viúvas.

 

Imagem relacionada

Canon Protestante

Imagem relacionada

Canon Catolico

 

Esses livros do deuterocanon apresentam como doutrina, veja bem, DOUTRINAS: Histórias fictícias, lendárias e absurdas. Erros históricos, geográficos, ensinam artes mágicas ou de feitiçaria como método de exorcismo, ensinam que esmolas e boas obras limpam os pecados e salvam a alma. Ensinam o perdão dos pecados através das orações, oração pelos mortos; a existência de um lugar chamado PURGATÓRIO, os livros afirmam que os Anjos mentem, que uma mulher jejuava todos os dias de sua vida (Faquir – Pessoa que vive sem comer), e por aí vai. Ou seja, um mar de absurdos.

O que mais impressiona na coisa é: a maioria das mentiras abordadas pelos livros do deuterocanon tem DOUTRINAS CATÓLICAS que são aceitas e praticadas até hoje: salvação pelas obras, purgatório, perdão pelas orações. Ou seja, tudo que favorece a “tradição” católica que tem origem do paganismo, é muito bem aceita dentro do Cânon Católico. Então, o catolicismo se contradiz aceitando coisas da Bíblia que contradizem a própria Bíblia, cê acredita? HAHAHA

A igreja católica sempre teve sua base no ‘pragmatismo’, ela costumava usar como ideologia e como pregação tudo que causava medo, temor e obediência à igreja. Tudo que a favorecia deveria ser usado. A Bíblia de Wycliff, a Bíblia de Huss, e principalmente a de Lutero geraram novas ideias de pregação não pragmáticas, que ao invés de cativar pelo medo as pessoas, elas cativavam o PECADOR pela graça e pelo temor a Deus.

Autor: Paulo Ricardo Lima – Pregador, palestrante DESMOTIVACIONAL, teólogo de boteco.

 

https://mundoestranho.abril.com.br/cultura/quantas-linguas-existem-e-quais-vieram-do-latim/#

http://www.wycliffe.net/BTT-PT.html

http://instituto.antropos.com.br/v3/index.php?option=com_content&view=article&id=547&catid=38&Itemid=5

https://www.uc.pt/fluc/eclassicos/publicacoes/ficheiros/humanitas39-40/08_Augusto_Rodrigues.pdf

https://afeexplicada.wordpress.com/2015/06/12/o-real-motivo-de-lutero-tirar-livros-da-biblia/

https://www.biblegateway.com/verse/en/Sirach%2012%3A7

https://forums.catholic.com/t/supposed-errors-of-the-deuterocanon-books/97619

http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-InspiracApologetCriacionis/PqRecusaApocrifos-DefesaFeICP.htm

https://www.findagrave.com/cgi-bin/fg.cgi?page=gr&GRid=10076307