glow lamp

Os 5 pontos descomplicados do Calvinismo | Cap. 1 – Surgimento dos 5 pontos

Os 5 pontos do calvinismo tem um contexto histórico grandioso! Há muitas curiosidades e dúvidas a serem esclarecidas sobre o assunto, em geral, esses pilares da soteriologia calvinista são talvez o que “mais chame atenção” na doutrina, apesar de ter uma cosmovisão muito completa com comentários e doutrinas totalmente baseadas nas escrituras a soterologia calvinista é o ponto mais contundente sobre todos os outros temas.

O Calvinismo, a gente já sabe que foi iniciado através de Calvino no Séc. XVI logo depois do início da reforma protestante, o Calvinismo é uma das ramificações mais importantes do Luteranismo. O criador original é João Calvino que depois de Lutero foi o mais importante reformador. Com a criação das institutas e com seus comentários bíblicos Calvino formou uma religião protestante que é fortíssima até hoje que é o “Presbiterianismo” ou a igreja reformada, a mais grosso modo.

Imagem relacionada

Bom, não foi Calvino que criou os 5 pontos do calvinismo,. Eles só vieram a existir meio século depois de Calvino, com a criação do sínodo de Dort em 1619. Os 5 pontos só vieram a existir porque uns alunos de um professor muito conhecido da rapaziada chamado Jacobus Arminius (ou Jajá para os íntimos). Esse acontecimento da história ficou conhecido como “Remonstrância”, e os remonstrantes fizeram um “protesto” contra os ideais soteriológicos da visão Calvinista.

Resultado de imagem para remonstrancia

Os remonstrantes junto com seu professor questionavam arduamente a graça e os ensinos de Calvino, basicamente os remonstrantes queriam uma re-observação dos ensinos de Pelágio e Erasmo de Roterdã quanto á liberdade do homem, ou como a gente conhece “Livre-Arbítrio”. Erasmo era amigo de Lutero e foi também um dos reformadores e o mais influente nos países baixos ele promoveu a expansão dos ideais calvinistas e luteranos pelas bandas Holanda, já Pelágio foi um monge que viveu no século IV que foi um dos primeiros da humanidade a ter a questão da liberdade humana como tema de suas visões teológicas e foi arduamente refutado e confrontado por Agostinho de Hipona.

Resultado de imagem para agostinho x pelagio

Na época de Pelágio, Agostinho já com nome feito pregava alguns ideais bem parecidos com o calvinismo e é considerado junto com Tomás de Aquino um dos precursores de assuntos que hoje são muito discutidos que é a questão da salvação e o ateísmo.

Em uma tentativa de “ressuscitar” Pelágio esses remonstrantes levantaram 5 pontos que os Calvinistas viriam a responder, então erra quem pensa que os 5 pontos do calvinismo são de Calvino e do calvinismo, quando na verdade são respostas aos remonstrantes. Então você já vai ficando esperto sobre as coisas.

Se liga, os arminianos vieram questionar essas 5 coisas aos calvinistas:

O homem tem a vontade livre.

A condicionalidade da eleição.

Expiação universal ou ilimitada.

O “cair da graça”.

E limitar a graça divina.

Bom, os caras usaram de teses que a gente ouve até hoje, garanto que você já ouviu frases como Deus quer salvar a todos, que o homem perde a sua salvação, que a morte de Cristo é para toda a humanidade, que a graça é para todos e que o homem tem livre arbítrio né? Pois é tudo isso a Bíblia refuta. Os calvinistas inteligentemente foram lá e “refutaram” esses caras e ai sim se origina os 5 pontos calvinistas.

Depravação total.

Eleição incondicional

Expiação limitada

Graça Irresistível

Perseverança dos santos

Em inglês isso ficou “TULIP” ou “Tulipa”, que ficou como símbolo do calvinismo.

otal Depravity Total Depravação
nconditional Election Eleição Incondicional
imited Atonement Expiação Limitada
rresistible Grace Graça Irresistível
erseverance of Saints Perseverança dos Santos

Em português seria Teegp então sem chance. (ahahahhaah)

A ideia é trazer não só uma refutação, mas trazer ao homem uma ideia bíblica de que ele é totalmente depravado por sua natureza pecaminosa, que Cristo não morreu por TODA a humanidade, que há critérios para Deus eleger uma pessoa a salvação e não pela vontade do próprio homem e sim pela vontade de Deus, eles também pregaram, com isso, a ideia de que a graça é irresistível e que o homem não consegue limitar a agência de Deus e que o eleito por Deus à salvação vai perseverar até o fim porque é salvo e o resultado da salvação é ela mesma.

E nós vamos aprender sobre esses pontos um a um para que você compreenda o pensamento dos remonstrantes e o pensamentos do sínodo de Dort. Depois do sínodo os Remonstrantes ganharam o apelido de arminianos em homenagem ao seu professor, e os calvinistas continuaram calvinistas mesmo. Até hoje há uma briga enorme entre uma soteriologia e outra. Os arminianos com seu livre arbítrio dizem uma coisa e os calvinistas foram predestinados para refutar os arminianos.

Autor: Paulo Ricardo Lima – Pregador, palestrante DESMOTIVACIONAL, teólogo de boteco.