glow lamp

5 pontos descomplicados do Calvinismo – Cap 1.2 – Nascemos bons?

A grande pergunta que ronda a ideia da depravação total é a seguinte: “O homem nasce bom?”. A resposta será surpreendente.

O grande filósofo iluminista francês Jean-Jacques Rousseau disse: “O homem nasce bom e a sociedade o corrompe”. A sociedade humanista do séc. XVIII baseado numa visão antropológica, onde o homem estava no centro de tudo, – e isso você aprende na 8ª série- formula a ideia de que o externo é que corrompe o homem. A maioria das pessoas acredita mesmo que uma criança até os 7 anos não tem pecado algum, pois há um mito de que até os 7 anos a criança não formulou seu senso de certo ou errado, e vá por mim, tem muita gente que crê nisso cegamente.

Porém, não é verdade, ainda afirmam por aí que “A essência do homem é ele mesmo que constrói” – Jean Paul Sartre. Ou até que o “O homem é fruto do meio onde vive” ou é “produto do meio” segundo Karl Marx, mas como nada que Sartre e Marx fizeram é verdade ou deu certo a gente vai considerando a Bíblia que é muito mais antiga que as ideias fajutas desses velhos babões.

Resultado de imagem para queda de adão

“Eis que fui nascido em iniquidade, E em pecado me concebeu minha mãe.” Salmos 51:5.

O salmista, ao escrever isso, teve uma percepção psicológica e filosófica sobre a origem da maldade do homem, você é mal porque seu pai é mau? A sociedade te fez mau? A culpa da sua maldade é para por na conta da Dilma? Não. Você já nasce mau.  A culpa pela sua maldade é única e exclusivamente sua! A gente tem uma visão equivocada de que nascemos “zerados” como uma folha em branco que o que acontece ao nosso redor é que vai escrevendo essa folha, porém a Bíblia é determinista ao dizer que “O Senhor faz tudo com um propósito; até os ímpios para o dia do castigo”. -Provérbios 16:4

Se Deus fabrica o homem, e como já explicado que em Adão todos pecaram, o homem nasce mal sim. Eu vou te dar um exemplo. Muita gente pergunta o porquê que Deus, sendo todo poderoso, deixa as crianças morrerem na África. É porque Ele não existe? Ou Ele é impotente? Ou Ele está mais preocupado com as Américas? Nenhuma das opções! A resposta é: Deus não tem obrigação de fazer nada. Ele deu ao homem o conhecimento do bem e do mal que ele tanto quis e o homem “mau” escravizou a África, empobreceu um povo que era pra ser riquíssimo, que sofre com ditaduras comunistas, que sofrem com falta de comida, é assolados por doenças causadas pelo abandono da própria humanidade e não de Deus. Deus usa de sua misericórdia para dar ao homem todos os dias a graça universal que é o que deixa esse lugar possível de viver para que o homem crie medicamentos, hospitais e novas tecnologias.

Essa é a demonstração de amor de Deus pela humanidade, e ainda é muito. A humanidade, de modo geral, merece sofrer por todos os tipos de desgraças possíveis, não ache que Deus é mau por isso, longe disso, pois se não fosse a misericórdia divina, todos nós já teríamos sido consumidos, se não houvesse a graça universal nem sequer haveria essas bondades humanas feitas aos mais pobres.

Então uma criança já nasce má? E pode ir para o inferno? Sim e sim. A Bíblia é clara “Não há um justo sequer, não há quem busque a Deus, TODOS SE DESVIARAM”. Se Deus um dia foi bom com a humanidade foi com ação de dar uma agência para que ele escolhesse de modo condicionado o caminho do bem e o caminho da morte, e o homem foi lá e desobedeceu. A Bíblia relata 3 casos envolvendo o tema da criança nascer má ou poder ser punida mesmo que não tenha consciência de nada.

  • Caso Jeremias: Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta. – Jeremias 1:5
  • Caso Paulo: Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça – Gálatas 1:15
  • Caso João Batista: João batista teve sua vinda e sua escolha prevista em Isaias 40:3, mais de 400 anos antes de João nascer ele já havia sido escolhido para ser o profeta que pregaria o arrependimento pouco antes da 1ª vinda do Messias. Lucas 1:16-17 Relata o caso com mais exatidão.

Vemos aqui 3 casos onde  Deus escolhe o homem com um futuro determinado, nesse caso eram para ser bons, e o contrário existe? Sim existe. O caso de Jacó e Esaú, onde a Bíblia é clara ao relatar que: ANTES QUE OS GÊMEOS SEQUER NASCESSEM, repetindo: ANTES QUE ELES NASCESSEM. Deus já havia AMADO A JACÓ e ODIADO A ESAÚ devido ao fato de que Jacó seria um homem “bom” (lógico que espiritualmente depravado, mas moralmente bom) e seu irmão gêmeo cometeria pecados e por isso Deus o abominou.

A Bíblia ainda relata que Deus usa de misericórdia com quem quer e a quem Ele odeia, Ele simplesmente condena, fora que a Bíblia ainda relata que Deus é um oleiro e o homem é o vaso e Ele faz vasos de honra e vasos de desonra independente da idade que essas pessoas tenham se o camarada é amado por Deus ou odiado por Deus, antes de nascer já teve seu futuro determinado, de modo geral.

Lógico que várias duvidas surgem a partir disso, é claro que há muito para ser esclarecido, mas basicamente homem não se torna mal pelo meio, nem a sociedade é quem o corrompe, o homem se torna mal ou deixa a sua maldade aflorar de modo que ele venha a cometer atrocidades porque basicamente ele é mau, nasce mau e se não for eleito ou se a misericórdia de Deus for feita na vida deste ele vai ser mau e acabou. Não tem muito a que argumentar.

Portanto, e deixando claro que, eu acredito que homem tem a sua agência livre, deixando claro que mesmo essa agência livre não impede do homem ser inclinado ao mal e sempre preferir o mal. O que faz com que ele tenha “boas” atitudes é a graça universal e a moral social, das leis, das constituições, da ideia do certo ou errado. O homem não é salvo pelo que ele faz ou fez ou deixará de fazer, e sim pela graça e isso não vem de nós, é dom de Deus.

 

Autor: Paulo Ricardo Lima – Pregador, palestrante DESMOTIVACIONAL, teólogo de boteco.