Screen-Shot-2016-04-22-at-9.08.28-AM-759x500

O que aconteceu com a onipotência de Deus?

O que aconteceu com a onipotência de Deus?

 

Nos dias atuais, como é evidente, podemos observar, ou deveríamos observar que houve uma inversão de valores no que tange ao falarmos de Deus e de sua onipotência.

Hoje vamos falar de um assunto que, infelizmente, vem sido pouco comentado, talvez porque realmente passe despercebido, porém, é algo que vem chamando minha atenção e acredito que não sou a única.

A respeito de Deus, o que aprendemos? Bom, essa é fácil! Aprendemos que Ele é amor, resumidamente, é isso.

Quanto a satanás ou o ‘reino das trevas’, o que aprendemos? Outra pergunta fácil de responder! São seres perigosos, não devemos brincar com ‘aquele que não deve ser nomeado’, certo?

O que eu penso quando vejo essas definições? Que Deus é o mais fraco e o ‘adversário’ é o mais forte. O tempo todo vemos pessoas que se acostumaram a falar o nome Deus e de seu Filho constantemente e em qualquer situação. Até mesmo em piadas, de muito mau gosto, envolvem o nome do nosso Deus.  A meu ver, podem fazer piada com a igreja, com os pentecostais, com presbiterianos, com o que vier na sua cabeça, desde que dentro da sua ironia não falte com respeito a Deus.

Falar o nome de Deus é normal, isso pode! Mas se começo a falar o nome de satanás, antes mesmo de terminar, já levo um ‘tapasurianda’ na cara porque isso não é coisa de brincar.

Observaram algo estranho? O nome de Deus que deveria ser temido, nós usamos, podemos falar, fazer piada, e etc. Ninguém sente medo, não ficamos constrangidos, não temos reverência, mas não posso falar diabo que povo treme igual vara verde.

O que aconteceu? Tememos a quem não deveríamos temer e damos nome de poder a quem não deveria receber.

Diante do que foi falado, o que quero que entendam é que Deus é o dono de todo poder, Ele manda, Ele é quem tem domínio entre a vida e a morte, e é tão desrespeitado, afinal Deus é amor e satanás é quem me põe medo. POXA! NÃO!

É claro que Deus é zeloso, d’Ele emana toda a fonte do amor, mas também emana toda a fonte de poder, e dessa parte as pessoas esquecem.

“Dessa forma, meus queridos amigos, como vocês sempre obedeceram quando eu estava presente, é mais importante que obedeçam agora enquanto estou distante: continuem desenvolvendo sua libertação com temor e tremor” Filipenses 2:12

Não invertam os papéis, Deus ainda é onipotente, nada mudou!

Autora: Brenda Shammai.