1515626934482

Será que o real sentido da Ceia é o pão e o suco de uva?

A ceia é até hoje motivo de dúvida na mente da maioria dos cristãos que eu conheço, muita gente tem dúvida quanto a sua origem, quanto a sua legitimidade ou até se realmente a ceia é uma doutrina ou não, eu tentarei explicar o porquê que eu não acredito na ceia como ela é executada hoje.

A historicidade da ceia é algo notável, a primeira ceia foi realizada durante o processo de saída dos judeus do Egito lá no êxodo, quando Deus manda a praga do primogênito , onde Deus instituiu que fosse morto um cordeiro e com o sangue desse cordeiro fosse pintada a fachada de cada casa de cada judeu, as casas que não estivessem pintadas morreria o primeiro filho da casa, aos que fizessem deveriam comer o cordeiro assado, repartir ente eles e tomar vinho (o vinho embriagava) para selar a praga.
Com isso se instituiu como “Páscoa” o ato de matar um cordeiro limpo, repartir a imagem figurativa do pão e tomar vinho como um pacto de sangue sobre Israel, uma vez por ano os Judeus repetiam esse ato em agradecimento a saída dos judeus do jugo egípcio.

Bom a ceia conhecida como Última ou Santa, precederia justamente a morte do cordeiro Jesus e mesmo sendo o primogênito e Unigênito de Deus ele se deu em sacrifício para “tirar” o pecado da humanidade, Jesus foi a nossa páscoa, ele basicamente tira judeus e gentios eleitos por Deus do “Egito” espiritual que é a condição do homem natural, pois fomos destituídos da gloria de Deus e voltamos a vida com Deus através do sacrifício de Cristo.

1- A Ceia não é uma instituição religiosa, até porque Jesus não criou uma religião, Jesus fez a ceia dividindo o pão e tomando o vinho (alcoólico) de maneira que fossem representadas algumas coisas:
A Lembrança de que o corpo de Cristo, o pão da vida deve ser repartido entre nós e com os outros assim como as pessoas fizeram na saída do Egito, o sentido da ceia não é pegar um pedacinho de pão e vinho e dar aos membros de uma instituição religiosa e chamar aquilo de lembrança de Cristo, a ceia é a lembrança de que Cristo repartiu o pão, no sentido real mesmo, que temos que REPARTIR o que temos como nossos irmãos mais pobres ou com qualquer outra pessoa que esteja com fome, Paulo lembra a mesma coisa em 1 Co 11:23-34 onde ele fala o que é a ceia e o porque repetir o ato de Cristo da maneira que a igreja faz hoje é algo indigno, injusto e condenável.

2-Para selar o pacto de sangue! Quando Cristo sela o pacto de sangue através da sua morte ele pega o cálice com vinho (alcoólico) e quando ele reparte o cálice é a representação do pacto dele conosco e repartir é levar a o pacto dele para as pessoas, é justamente pregar o evangelho, pregar as boas novas de Cristo, as boas novas são justamente os atos de Cristo, afinal, Cristo veio para selar um novo pacto com os homens! “ Não segundo a aliança que fiz com seus pais No dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; Como não permaneceram naquela minha aliança,Eu para eles não atentei, diz o Senhor. Porque esta é a aliança que depois daqueles dias. Farei com a casa de Israel, diz o Senhor; Porei as minhas leis no seu entendimento, E em seu coração as escreverei; E eu lhes serei por Deus, E eles me serão por povo”; Hebreus 8:9,10. – Dizendo Nova aliança, envelheceu a primeira. Ora, o que foi tornado velho, e se envelhece, perto está de acabar. Hebreus 8:13 – E a Jesus,o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel. Hebreus 12:24

3-Ou seja, Quando Jesus diz “Fazei isto em memória de mim” ele não institui uma doutrina religiosa, não faz nenhum sentido alguém que era rejeitado pelos religiosos, que pregava contra os religiosos fazer uma nova cerimonia religiosa e institui-la dentro de uma nova religião, ele fez, selou e fez um novo pacto! Uma nova aliança que DEVE SER REPARTIDA ENTRE NÓS, os homens, a ceia é representativa.

A ceia de Cristo está mais voltada a caridade e a pregação do evangelho que é o novo pacto, do que com uma doutrina religiosa, vejam o que Paulo fala “Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha”. 1 Coríntios 11:25,26.Anunciar a morte do Senhor, pregar as boas novas, comer deste Pão é se alimentar e dividir com quem precisa, e ele segue dizendo “Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor (O que é estar indigno? É comer deliberadamente e não dividir o alimento, é estudar a palavra e não disseminar o conhecimento).

Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice (A autoanalise é acerca do cumprimento da ideia da ceia, dividir o que temos e pregar as boas novas). Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. 1 Coríntios 11:27-30 – Por causa de que? Soberba, glutonaria e bebedices sem sentido, entrando no contexto da coisa, os corintos eram pessoas com um fervor muito grande, mas pecavam em pequenos aspectos e eram na maioria das vezes muito desorganizados.

Ai agora vem a pergunta que deixa em xeque a doutrina: Portanto, meus irmãos, quando vos ajuntais para comer, esperai uns pelos outros. Mas, se algum tiver fome, coma em casa, para que não vos ajunteis para condenação. Quanto às demais coisas, ordená-las-ei quando for. 1 Coríntios 11:33,34 – Bom se era uma doutrina já na época de Paulo, então por qual motivo ele mandaria as pessoas se alimentarem EM CASA para que não fossem indignos, ou seja, se é para comer um pedaço de pão com um suco maguary, porque ele manda ir alimentado? Simples, havia pessoas muito pobres entre os corintos, iam mesmo fazer uma ceia com pão e vinho e deixar os pobres com fome e sede? Bom, não era do feitio de Paulo ser injusto.

O que mais acontece nas igrejas hoje: Você para cear tem que ser batizado, tem que ser membro, o dízimo tem que estar em dia e se você não tomar a ceia os irmãos concluem que você está em pecado, em algumas igrejas não tomar a ceia já resulta em disciplina, quando se está disciplinado não toma ceia , mas o dízimo não pode parar tá?
Onde estão as bases para formar essa doutrina? Pra institucionalizar uma norma judaica. Simples, eu posso até  estar errado, mas não há.

A ceia ele serve mais como uma forma de nos curar da nossa própria hipocrisia, ou até uma maneira de lembrar que dos sacrifícios que Cristo fez por nós do que uma doutrina da religião feita apenas para mostrar quem está em pecado e quem não, se é possível não estar em pecado.

Muita gente acredita que no momento da ceia Cristo incorpora no pão e no suco maguary e aquilo se torna santo após uma oração que “consagra” o alimento, isso é um erro redundante, imagina o absurdo que compõe esse tipo de pensamento, ponha na sua mente não existe objeto ou alimento santo ou ungido!

E não é diferente a ideia para o pão e vinho da santa ceia.
Se fosse pra ser realizada mesmo a ceia teria que ter um cordeiro morto, ser realizada na pascoa, pintar com o sangue do cordeiro a casa de todos os irmãos que tem filhos para o primogênito não morrer ou pegar vinho natural e pão sírio e comer, porque o pão da padaria com suco maguary não é o da ceia.

Praticar a ceia é pecado? Não, não e nem é errado, porém não acrescenta e nem diminui, a meu ver a ceia de Cristo é quando eu dou o meu excesso a quem precisa ou quando eu sou pobre e raparto a minha pobreza como os coríntios fizeram, de resto um pão e um suco maguary não são a santa ceia.

www.ideiasturismo.com.br

Sua viagem dos sonhos está aqui!

Lembrando que essa é a minha interpretação, você não é obrigado a aceitar e nem respeitar, porém se for pra falar merda PELO MENOS refute com base bíblica.

Visite nosso Instagram:

 

 

-Paulo Ricardo Lima – Palestrante DESMOTIVACIONAL.

Um Comentário

  1. "em algumas igrejas não tomar a ceia já resulta em disciplina, quando se está disciplinado não toma ceia , mas o dízimo não pode parar tá?"
    Sensacional.
    Quanta dificuldade os "crentes" tem de aplicar Romanos 12:2, via injeção, diretamente no cérebro?
    preferem renovar o entendimento conforme a boa, agradável e perfeita vontade do paxtor e da igreja...

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *