Masturbação e Pornografia – Duas coisas que quase ninguém consegue se libertar.

Masturbação é um problema inerente na vida de toda e qualquer pessoa, seja homem ou mulher. A masturbação é algo que já faz parte até do cotidiano de algumas pessoas. Esse texto é escrito sem hipocrisia, não é um Superman que está escrevendo, é um homem de 22 anos, que é e sempre foi sujeito aos problemas da sexualidade como qualquer outro.

A Bíblia não fala da masturbação em si, tal prática não é descrita como pecado, não há um versículo que fale sobre, porém a maioria dos teólogos ou fundamentalistas de tese sobre o assunto fomentam a ideia de que o ato estaria sujeito à imoralidade sexual, que é sim pecado, isto é, a masturbação em si, não é um pecado específico, agrava-se ou torna-se pecado quando associado à pornografia, desejos carnais, desejo da mulher ou homem de outrem e etc.

Alguns chegam a citar a história de Onã que praticava o Coito Interrompido, na hora de ejacular, ele retirava o pênis da Mulher para que ela não tivesse filhos e Deus o puniu por isso. Gênesis 38:6-8, mas não é considerado “Masturbação” a grosso modo.

Eu julgo que seja mais complicado de se “curar” não da masturbação, e sim da pornografia e o pensamento sexual imoral, porque até homens e mulheres casados masturbam-se, ou seja, não há algo que te iniba de praticar. Cansei de ouvir relatos de esposas que preferiam masturbar-se a transar com o marido, às vezes na mente humana, o sexo solitário é mais prazeroso que o sexo com o cônjuge, por exemplo.

Resultado de imagem para problemas na cama

Na verdade as pessoas estão cansadas de receber o mesmo tipo de conselho sobre masturbação. Os evangélicos criaram uma resposta universal para todos os problemas da humanidade: “Vá orar Tá com problema na vida? Vá orar. Está com problemas no casamento? Vá orar. – Não velho –, a oração não é um remédio que você toma e fica bom imediatamente. É um erro pensar dessa maneira. Principalmente, quando se trata de masturbação. Esse conselho de “Vá orar” na mente da pessoa com problema acaba por criar uma imagem de que Deus, durante a oração, vai arrancar todos os seus hormônios. E não, Ele não vai.

Deus não vai retirar sua libido, Deus não vai retirar seus hormônios, muito menos vai tirar a sua vontade de fazer sexo ou de se masturbar. Observando o que diz a Bíblia, eu acredito que a ação do Espírito Santo é suficiente para te fazer ter autocontrole, e também é suficiente para te fazer filtrar aquilo que é pecado e o que não é. Mas mesmo com a ação do Espírito Santo na sua vida, você não está imune às práticas pecaminosas. Você continuará errando, só que com a consciência do erro e com a tentativa diária de tentar melhorar, sabendo da redenção através do sangue de Jesus Cristo.

Resultado de imagem para sensualidade

Para você que é solteiro ou casado, tente não se dobrar a imoralidade sexual, tente moldar-se à maturidade sem a pornografia. Não deseje a mulher ou homem do próximo. Eu não estou dizendo que você vai se masturbar pensando na floresta amazônica, estou dizendo que antes de fazer, pare e se pergunte se Deus se agrada do que você está fazendo, pergunte-se se Deus está feliz com o seu pecado, é isso que você tem que se questionar antes de executar certas ações, não só a masturbação, mas a fornicação, o pensamento imoral, a boca que profere imoralidades e etc.

Um exemplo de pessoa que se libertou da pornografia e consequentemente da prática compulsiva da masturbação, é o de Terry Crews, aquele que faz o “Julius” na série “Todo mundo odeia o Chris”, ele dá um relato de como a vida sexual dele melhorou após ter se libertado da pornografia, de como a sua vida está mais plena sem a execução desse pecado.

O meu conselho sempre é: Não faça. Mas se fizer, seja responsável, todas as vezes que orar, peça perdão e se arrependa de seus erros, não só esse, lógico. Se for casado (a), ao invés de masturbação, faça sexo com seu cônjuge, experimente coisas novas, há uma infinidade de sexy shop’s (até gospel), para que seja dada uma incrementada no relacionamento, eu acredito que entre quatro paredes, e devidamente casados, tudo é válido.

Então vale a observância desses detalhes, a masturbação é algo que é comum entre as pessoas, mas pelo menos se liberte da pornografia, uma coisa que eu faço sempre que erro em algo desse tipo é conversar com alguém de confiança, alguém que não te julgará ou punirá, alguém que te entende. É bem verdade que nessas questões sexuais, nós cristãos temos uma plena inibição de conversar com nossos pastores por medo de punições eclesiásticas e etc. Então procure alguém que seja responsável e que te entenda, que te abrace e te aconselhe a melhorar e não praticar mais, ou não tanto quanto você faz.

-Autor: Paulo Ricardo Lima – Teólogo de Boteco, Pregador, Palestrante DESMOTIVACIONAL.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To use BrandCaptcha you must get an API Key