O Movimento pentecostal é a maior heresia do meio Cristão.

Você já se perguntou o motivo que em algumas igrejas as pessoas rodam, giram e rodopiam e quando são questionadas sobre o assunto, elas dizem ser algo “sobrenatural”, um fato de Deus, e blá blá… Será mesmo?

Os crentes pentecostais baseiam suas experiências “pseudoespirituais” em um capítulo muito conhecido, Atos 2. Questione qualquer crente pentecostal e ele vai te mostrar este capítulo e ir, no máximo, até o terceiro versículo, e se ele for mais inteligente que a maioria, ainda te mostrará Mateus 3:11, e nada mais. Então com uma base teológica raquítica, essas experiências citadas são reproduzidas mundo a fora e tidas como algo extremamente verdadeiro e inquestionável, mas não é, e eu mostrarei a razão disso.

Primeiro que em Atos 2 a Bíblia, em momento algum, relata que houve giros, pulos e rodopios. Nesse relado de Atos 2 é revelado o momento oportuno em que Cristo cumpre Sua promessa de enviar o Seu Espírito consolador, e ao mesmo tempo conceder àqueles homens algumas habilidades especiais para que a base da igreja fosse formada.

O primeiro erro é o uso da palavra “Pentecostal”, você sabe o que é isso? A palavra pentecostes quer dizer: “Cinquenta dias após a páscoa” ou pentēkostḗ. Qual relação dessa data comemorativa, tradicional judaica, com a descida do Espírito Santo? Isso mesmo, nenhuma. Esse dia era escolhido para que os lavradores fizessem a queima das premissas (uma pequena parte de suas plantações) para Deus em sacrifício de agradecimento pela colheita, além de homenagear a memória do dia em que Moisés recebeu as Tábuas com as Leis Sagradas, conhecidas por Torah. Era um dia em que as pessoas se reuniam, faziam seus afazeres da data e logo depois se ajuntavam para tomar vinho e festejar mais um ano de colheita, ou seja, o fato de Deus usar o dia de pentecostes para descida do Espírito Santo não tem nenhuma relação, pelo menos não na Bíblia. Então formar “Igrejas pentecostais” é meio louco, até porque o dia de pentecoste nada tem a ver com o cristianismo de modo geral.

Sobre Mateus 3:11:

O segundo erro é a maneira de se ler a Bíblia, as pessoas não analisam, leem correndo, às pressas! O capítulo começa assim:

“E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos no mesmo lugar; E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.” Atos 2:1-2

Observe os dois pedaços grifados para a parte 1 e 2 da explicação.

1- O que invadiu a casa não foi um vento, e sim um som parecido com um vento repentino, que entra de vez, um som de ventania, em resumo. Muitos pregadores tem o mau costume de pegar o microfone e assoprar, cantores tem mania de cantar “vento impetuoso venha sobre nós”, não é apenas ridículo, é herético também.

2- Todos estavam ASSENTADOS, em momento algum a Bíblia diz que quando esse som invadiu a casa eles rodaram ou pularam -simplesmente é loucura afirmar essas coisas-  tanto que Pedro, mesmo sentindo tudo, a Bíblia nos relata que ele “SE LEVANTA” no verso 14. Se ele estava rodando ele estava rodando assim:

Resultado de imagem para homer rodando no chão

3- Quem escreve o livro de Atos é Lucas, um médico extremamente detalhista em seus relatos. Lucas dava tanta importância aos acontecimentos, que o livro de Atos segue uma cronologia perfeita, ele faz questão de mostrar nos versículos de Atos 2 até nacionalidade e quais línguas as pessoas estavam falando, se realmente as pessoas estivessem rodando e pulando ele teria descrito. A desculpa de “Eu não estava lá”, não te dá o direito de acrescentar coisas à Bíblia.

3-Não havia desordem nem na distribuição de línguas que foram repartidas entre eles, Deus é um Deus ordeiro e decente, logo não havia nenhuma bagunça!  “3. E apareceram distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. 4. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem”. Se houve uma distribuição, e se houve uma concessão é mais que lógico que foi algo com ordem, e isso é provado em 1 Cor 14, no último versículo Paulo pede que seja tudo feito com ordem e decência, acima ele pede buscai com zelo os dons espirituais e etc.

4-Deus é um Ser extremamente santo, justo e supremo. Logo, qual é a lógica de um Deus extremamente inteligente criador dos céus e da terra, fazer as pessoas rodarem, gritarem e rodopiarem? Nenhuma. Não há base, não é de Deus, pode ser de qualquer demônio, pode ser algo como histeria coletiva ou um colapso psicológico, ou só invencionice para dizer aos outros que é espiritual, mas biblicamente não é de Deus, se não é de Deus e você diz que é, é blasfêmia contra o Espírito Santo.

(Blasfêmia é dar o credito de algo a alguém sem ele ter feito, nesse caso dizer que algo feito pelo diabo é de Deus e vice e versa.)

Sinceramente, eu acredito que essas pseudomanifestações acontecem pelo fato de que a igreja pentecostal é nascida nos Estados Unidos no seio de uma comunidade de pessoas afrodescendente, pessoas muito alegres e que naquele momento pouco conheciam do evangelho, talvez manifestações de dança fizessem parte de sua ideia de culto a Deus. Aqui no Brasil a questão das religiões de matriz africana é muito forte, estudando a fundo eclesiologia, o que se vê é que a igreja pentecostal, nada mais é que uma oposição ao umbandismo/candomblecismo, pois ambas as coisas que são pregadas de um lado são pregadas do outro, eles também falam outras línguas, eles também rodam.

No início da igreja pentecostal do Brasil, Gunnar Vingren deixa claro que advertia às pessoas para que elas não fizessem “loucuras”, a igreja “Assembleia de Deus” formada inicialmente no Pará tinha populares, índios, negros, pessoas pobres em sua maioria. Essa junção deu o resultado que temos hoje, movimentos que alegam ser de Deus, mas não são. –A alegria da raça negra, as danças indígenas, as pessoas pobres em si, são pessoas felizes, pessoas que trazem alegria em suas danças, porém somado ao pentecostalismo virou doutrina e heresia, ninguém está proibido de ser feliz, mas dizer que as manifestações são bíblicas? Isso sim deveria ser tido como errado.

Resultado de imagem para gunnar vingren falando sobre as danças

Então, só em nível de conclusão. É necessário que alguns pontos sejam revistos nas coisas que acreditamos, nem sempre aquilo que nos contam é verdade, a Bíblia deve ser lida com calma, de modo analítico e não com a pressa do mundo todo sem entender o que foi lido.

Eu fui pentecostal durante 6 anos da minha curta vida, já rodei, já girei, já entrei em todos esses “mistérios”, já passei pela maioria das experiências da igreja pentecostal, até que um dia eu acordei de um transe, parecia uma espécie de “matrix”, eu simplesmente descobri que tudo que eu acreditava era mentira, e a verdade estava na Bíblia, eu só precisava lê-la da maneira correta. Antes que pergunte, não, eu não sou ateu, sou Cristão reformado e Calvinista, hoje em dia sem congregação e que perde um tempo da vida pra falar algumas verdades.

-Paulo Ricardo Lima – Pregador, palestrante DESMOTIVACIONAL e Teólogo de boteco.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To use BrandCaptcha you must get an API Key